Portugal

HISTÓRIA

A HISTÓRIA DE MICHELIN

A HISTÓRIA DE MICHELIN

Em 1889 dois irmãos, André e Edouard Michelin embarcaram numa grande odisseia pessoal e industrial para desenvolver soluções avançadas para o transporte - chave para a liberdade e desenvolvimento económico - através da inovação incessante.

Veja como a Michelin se converteu no primeiro fabricante munidal de pneus.

A HISTÓRIA DE MICHELIN EM PORTUGAL

A primeira organização comercial da Michelin em Portugal começou a funcionar no ano de 1945 com a designação de Societé d’Exportation Michelin — uma sociedade criada em França com vista a comercializar, fora do “país do galo”, qualquer produto MICHELIN—. Era uma equipa modesta, composta por um director, um chefe de vendas e três vendedores.
Porém, muito tempo antes, já os produtos MICHELIN eram conhecidos no país Luso. Vários anúncios de imprensa publicados em 1909 publicitavam os novos preços que, a partir de então, regiam os variados pneus MICHELIN mais populares da época.

Até 1945, ao longo do país, haviam diversos distribuidores que se encarregavam de cobrir as necessidades dos condutores portugueses.

É nessa data que a Michelin estabelece a sede da Societé d’Exportation Michelin, na rua Filipa de Vilhena, em Lisboa, começando assim, de forma oficial, a presença comercial do nosso Grupo em Portugal. O desenvolvimento da actividade comercial da Michelin forçou durante os anos seguintes a sucessivas mudanças de local, na procura de instalações de maiores dimensões de modo a poder atender as necessidades do mercado Luso. Estas foram crescendo em paralelo com o desenvolvimento do país tendo-se a Michelin adaptado, a fim de poder satisfazê-las. Depois de uma breve passagem pela Rua Pedro Nunes, nos finais dos anos sessenta a Michelin fixou a sua sede na avenida Dr. Francisco Luís Gomes. Esta época coincidiu com um importante desenvolvimento do mercado português, nomeadamente na área dos pneus de camião.

A melhoria da rede de estradas fez com que produtos como o

MICHELIN Metalic, que se caracterizava pela sua grande duração — ainda era demasiado duro para solos em mau estado como os existentes até então —, começasse popularizar-se entre os transportadores lusos.

Em 1974 foi criada a Michelin Companhia Luso - Pneu, Lda. A partir deste momento, inicia com força o desenvolvimento do mercado português, que se verá acrescentado com o ingresso do país na União Europeia em 1988. Isto traduziu-se no desaparecimento de barreiras alfandegárias e impostos à importação de pneus sendo, a partir dessa altura, os produtos MICHELIN muito mais competitivos.

Nesse mesmo ano, com o então director da companhia o português António Guimarães, adquiriram-se terrenos no Prior Velho, às portas de Lisboa, os quais não seriam utilizados até 1992, quando a zona, junto ao aeroporto lisboeta, se desenvolveu fortemente e o seu valor foi multiplicado.

A década de 90 é uma época de ouro para a Michelin Companhia Luso - Pneu, Lda. O crescimento do negócio faz com que se iniciem as obras de construção de um edifício, nos terrenos (7 000 m2) adquiridos em 1974, no Prior Velho. Com um investimento de 900 mil contos (um conto equivalia a 1.000 escudos), em 1992 inauguram-se as novas instalações centrais de Portugal, onde se disponibilizava uma área de armazenamento de 10 500 m2 (repartida por três pisoa) e outro de 1.100 m2 destinada a escritórios.

Em 1998, como consequência da reorganização da empresa por Linhas de Produto realizada dois anos antes no Grupo, inicia-se uma reestruturação na Michelin Companhia Luso - Pneu, Lda tendente à sua integração na Michelin Espanha Portugal, S.A.. No ano de 2000 encerra o último armazém existente no país (Lisboa), passando a receber os produtos directamente de Espanha. Em 2001 todos os serviços de apoio à actividade comercial mudam-se para Madrid. Ao não precisar de grandes instalações para armazenar produtos, no ano de 2005 abandona-se a sede do Prior Velho e escolhe-se a zona do Campo Grande, na parte alta de Lisboa, como local dos novos escritórios.

Ao mesmo tempo divide-se a actividade comercial em duas equipas: uma de Turismo mais Produtos Industriais e outra de Agrícola, esquema que permanece actualmente.

Michelin no Porto

Apenas quatro anos após o início da sua actividade em Lisboa, a Societé d’Exportation Michelin decidiu abrir em 1949 uma filial na cidade do Porto, para atender a zona norte do país. A primeira localização foi rua Guedes Dias-Belo, num pequeno local de 120 m2 que servia tanto de armazém como de escritório comercial. No ano 1952 escolheu-se uma nova área com quase o quádruplo da anterior superfície, situada na rua Coronel Pacheco. Este lugar era utilizado também como armazém, mas não reunia as condições mais adequadas para tal, visto que os camiões não podiam aceder à entrada, o que obrigava ao transporte dos produtos por escada até ao andar superior.

No começo dos anos 60 a Michelin mudou-se para umas instalações com 1 200 m2, sitas na rua Delfim Ferreira e posteriormente para Vila do Conde, um local com entrada e saída de camiões que foi utilizado até à decisão de fecho da filial do Porto.

  • MICHELIN PRIMACY 3 MICHELIN PRIMACY 3A sua segurança multiplicada por três