O que fazer com um pneu vazio?

Um pneu vazio, pode resultar de diversas situações. Geralmente, a perda da pressão de enchimento é a consequência de um furo no pneu, ou de danos no flanco do pneu, mas também pode ser uma fuga de ar na válvula, na tampa da válvula ou mesmo na jante. Então, o que deve fazer quando o pneu fica vazio? 
Vamos analisar a situação.

Como é que sei se o meu pneu vazio é resultado de um pneu furado?

Um pneu vazio pode ter sofrido um furo. O furo pode ter sido provocado por um prego, por um objeto estranho afiado que pisou com o pneu, um impacto no flanco ou uma válvula com fuga.

Sinais que podem indiciar um pneu furado:

●    Direção pesada ou lenta
●    Arrastar aparente no carro ao rodar devagar
●    Puxar constantemente para um dos lados
●    Aumento do ruído num dos pneus ao curvar
●    Alerta do sistema de monitorização da pressão dos pneus
●    Carro desnivelado quando está parado
●    Pneu com aspeto mais deformado quando em contacto com o solo 

46129044 m

Motorist Kicking Flat Tyre On Car

Nestes casos, é recomendável trocar de pneu (ou solicitar a troca do pneu) e levar o pneu furado a um profissional. 

É seguro conduzir com um pneu vazio?

Não. Qualquer pneu furado, seja qual for o tamanho do furo, deve ser verificado por um profissional qualificado. Não é seguro voltar a encher um pneu danificado porque existe o risco de rebentar o pneu e um consequente esvaziamento rápido do pneu quanto está na sua proximidade. Conduzir com um pneu danificado pode colocar em perigo a sua segurança, a dos seus passageiros e a dos outros condutores, porque o carro pode não manter a manobrabilidade normal e o pneu pode rebentar.

Encontre pontos de venda de pneus perto de si em segundos

Car
  • Car
  • Motorbike
Car
  • Car
  • Motorbike
Localizar-me

Cinco grandes cidades de Portugal

Danos no flanco do pneu

Geralmente, os pequenos danos no piso, afastados dos ombros e flancos, podem ser reparados. 

Mas quando ocorre um furo um rasgão perto do flanco, não é possível realizar pequenas reparações. Nesses casos, para garantir que o pneu está utilizável, é necessário reparar o flanco, sendo considerada uma grande reparação, para garantir que o flanco está suficientemente reforçado, mas continua flexível. Geralmente, esta reparação não é económica para um pneu de automóvel e muitos comerciantes de pneus não dispõem do equipamento necessário.
Por esse motivo, poderá ser preferível substituir o seu pneu por um novo.

A reparação de pneus automóveis deve ser realizada apenas por técnicos qualificados. O reparador pode recusar a reparação dos seus pneus por diversos motivos, como suspeitar que o carro foi conduzido com o pneu vazio.

Existem outros motivos que podem inviabilizar a reparação de um pneu. Se identificar alguma destas situações, o seu pneu não pode ser reparado e deve ser substituído:

●    Profundidade do piso com menos de 1,6 mm nos ¾ centrais da largura do piso
●    Danos ou degradação do talão ou da estrutura, incluindo corrosão interna provocada pela humidade que entra pelos cortes.
●    Borracha envelhecida
●    Diversos furos anteriores

Tenho um pneu vazio que não está furado nem danificado

Neste caso, pode resultar de uma válvula ou jante com fuga ou pode ser que os seus pneus precisem de uma manutenção mais regular. É normal os pneus perderem alguma pressão ao longo do tempo. Como parte da monitorização regular, a pressão de enchimento pode ser reposta periodicamente, desde que a pressão não tenha diminuído ao ponto de danificar o pneu. 

Recomenda-se que as pressões de enchimento dos pneus sejam verificadas, pelo menos, mensalmente e antes de viagens mais longas. Essas verificações também permitem avaliar se ocorreram alterações nas perdas dos valores da pressão de enchimento que podem exigir verificação.

pressure pt

Contudo, se não forem verificadas, as perdas de pressão podem levar a uma pressão insuficiente significativa, que apresenta vários riscos:

●    A pressão insuficiente reduz o tempo de vida útil do piso ao aumentar o desgaste de forma geral, e em especial, nos bordos externos (ou ombros) do pneu.
●    A pressão insuficiente também pode causar excesso de dobras e sobreaquecimento, que aumenta a velocidade de desgaste da borracha e também enfraquece a estrutura do pneu.
●    A pressão insuficiente também pode afetar a manobrabilidade e a performance, por exemplo nas travagens fortes, em especial em tempo de chuva.
●    A pressão insuficiente aumenta o consumo de combustível ao aumentar a resistência ao rolamento dos pneus, o que implica paragens mais frequentes nas estações de serviço e maiores custos com combustível.

Para evitar estes problemas, é importante verificar a pressão dos seus pneus com regularidade, independentemente do tipo de veículo que conduz.

Que pneus podem evitar furos?

Os pneus Michelin com Tecnologia Selfseal® evitam a perda de pressão em caso de furos no piso e selam imediatamente os furos com menos de 6 mm de diâmetro. Isto protege o pneu por um período limitado até se proceder à reparação do furo.

Os pneus MICHELIN ZP estão identificados pelo logótipo ZP no flanco. Têm um flanco reforçado para suportar a carga durante um período limitado, em caso de perda da pressão de enchimento.

Com os pneus MICHELIN ZP pode continuar a conduzir, mas a uma velocidade máxima de 80 km/h, durante até 80 quilómetros, para que possa encontrar um revendedor para reparar ou substituir o pneu. Não deve continuar a conduzir se tiver mais de um pneu furado.

Saiba mais sobre os pneus runflat.

Encontre os pneus Michelin perfeitos para si em segundos