Como comparar pneus?

No que se deve basear para comparar pneus e selecionar aquele que lhe vai garantir total satisfação? Este artigo aborda o critério de performance principal que deve considerar, as ajudas que pode usar no processo de decisão e o melhor conselho da Michelin. Vamos abordar como selecionar o pneu que precisa dentro da mesma gama de pneus e disponibilizar ajudas para o processo de decisão, como testes de pneus independentes, etiqueta e websites de comparação entre pneus. Por fim, iremos abordar outro critério importante: performance a longo prazo.

O principal critério de performance para comparação entre pneus

Para garantir a eficácia, os pneus precisam de apresentam diversas características de performance que, muitas vezes, são contrárias. A melhoria de uma destas performances não pode ser em detrimento das restantes.

A aderência é um critério a considerar na sua comparação entre pneus
Tração ou aderência

Não se esqueça: os pneus são o único ponto de contacto entre o seu veículo e a estrada, pelo que a aderência tem um papel fundamental na sua segurança. A sua capacidade para travar, virar, acelerar ou manter a estabilidade a velocidades elevadas depende totalmente da aderência dos seus pneus. Cada tipo de pneu é concebido para oferecer aderência em condições meteorológicas e da estrada específicas. É por isso que ao escolher os seus pneus é tão importante pensar como e onde vai conduzir e que tipo de aderência vai precisar.

A longevidade é um critério a considerar ao comparar pneus
Longevidade

Quanto tempo é que dura um pneu antes de o piso se desgastar é um elemento importante para garantir que está a obter a melhor relação preço-qualidade. Podem existir grandes diferenças na quilometragem de um pneu, de acordo com o design e a qualidade do pneu. Os pneus desportivos (pneus de alta performance) tendem a apresentar uma durabilidade do piso inferior quando comparado com os pneus dos veículos de passageiros convencionais, porque o princípio de conceção do pneu assenta na aderência e na performance em lugar da longevidade. Como e onde conduz e se tem ou não cuidados com os seus pneus, também influencia bastante a sua durabilidade. 

Os pneus com maior eficiência energética podem ajudar a reduzir os consumos de combustível e devem ser considerados na comparação entre pneus
Eficiência energética

Sabia que 1 em cada 5 depósitos de combustível de um veículo são consumidos pela resistência ao rolamento dos pneus na estrada? Os pneus podem ter um grande impacto nos consumos de combustível do seu veículo. Alguns pneus recorrem a uma construção e a materiais específicos que ajudam a reduzir a resistência ao rolamento. Adquirir pneus com maior eficiência energética, que ofereçam uma menor resistência ao rolamento, podem ajudar a poupar combustível ou a aumentar a autonomia da bateria nos veículos elétricos, o que representa outra forma de obter uma boa relação preço-qualidade.

A performance da manobrabilidade garante uma direção e um comportamento em curva precisos.
Manobrabilidade

A manobrabilidade é a forma como o seu veículo responde às instruções do condutor (como a direção, aceleração, travagem) e às condições da estrada. Pneus que ofereçam uma excelente manobrabilidade podem aumentar a segurança, ao manter o veículo estável e o controlo do condutor, bem como o prazer de condução.
Os pneus desempenham um papel muito importante na manobrabilidade:
são eles que transmitem as instruções do condutor do volante para o piso. Geralmente, os pneus desportivos de alta performance são concebidos para maximizar a performance da manobrabilidade, com precisão da direção e do comportamento em curva.

Escolha os pneus que são otimizados para um melhor conforto
Conforto e ruído

O conforto de condução refere-se à forma como o pneu absorve as irregularidades da estrada. Os pneus que são otimizados para um maior conforto adotam uma construção especial que ajuda a absorver os solavancos para garantir uma condução suave.
Outro elemento importante para uma condução agradável é uma circulação silenciosa. Este fator é determinado pelo design do piso do pneu; a quantidade de ranhuras no pneu e as suas posições. Geralmente, quanto mais agressivo for o design do piso, maior a probabilidade de criar ruído. Mas é importante lembrar que as ranhuras desempenham um papel importante em termos de aderência; decida se a tração adicional compensa o ligeiro aumento do nível de ruído.

Verifique a robustez dos pneus durante a sua comparação
Robustez

Os pneus precisam de resistir ao estado de qualquer estrada. A robustez de um pneu, ou resistência, é a capacidade de superar os perigos diários da estrada. Se costuma conduzir em estradas danificadas ou não pavimentadas, procure pneus com uma construção reforçada.

tip7 long lasting performance
Performance duradoura

Sejam quais forem os critérios de performance, é importante que perdurem durante a vida útil do pneu. Isto significa comparar pneus não só quando são novos, mas garantir que continuam a manter a performance durante o seu ciclo de vida até atingirem os indicadores de desgaste. Um pneu deve apresentar uma boa performance do primeiro ao último quilómetro.

Como comparar pneus dentro da mesma gama?

Cada uma das nossas gamas de pneus é feita para determinadas dimensões adequadas aos respetivos veículos. 

Por vezes, uma gama de pneus apresenta várias versões da mesma dimensão de pneus, mas com especificações técnicas diferentes como:

●    Códigos de velocidade (ex.: S, T, H, V, W, Y, etc.), 
●    Índices de carga (ex.: 91, 94, XL, etc.), 
●    Marcações OE (Equipamento original).

ckh3kw1ft0hms01ijt52wniim tip4 version 680

Estas especificações técnicas são pormenores importantes que podem determinar ou não se essa versão é compatível com o seu veículo e com o seu estilo de condução.

Se existirem diferentes versões compatíveis com o seu veículo, recomendamos que escolha a versão com as mesmas especificações dos pneus que fazem parte do seu Equipamento de origem, incluindo a marcação EO correta. A marcação EO refere-se aos pneus desenvolvidos em cooperação com os construtores automóveis e que respondem a requisitos mais específicos de cada marca automóvel. Por exemplo, a marcação “MO” significa que o pneu é aprovado pela Mercedes para os seus veículos. Contudo, a marcação EO não é um requisito, desde que a dimensão e os códigos de velocidade e índice de carga sejam respeitados.Também pode selecionar uma versão com um código de velocidade ou índice de carga superior. Contudo, uma capacidade de velocidade ou de carga superiores pode afetar negativamente a durabilidade do piso e o conforto de condução.

Testes independentes para ajudar a comparar pneus

Os testes independentes dos pneus, tais como os realizados pelas revistas da especialidade ou organizações profissionais podem ajudar na sua comparação entre pneus.

Todos os anos, estes testes independentes usam critérios muito rigorosos para avaliar a performance dos pneus, realizando os testes em superfícies diferentes. São avaliados vários aspetos como a travagem, manobrabilidade, resistência ao rolamento, ruído, etc…

pn008254

Comparar pneus com a etiqueta europeia

A etiquetagem europeia foi concebida para ajudar na comparação entre os vários modelos de pneus (de marcas diferentes ou dentro da mesma marca) com base em critérios objetivos. 

Por exemplo, se procura pneus de verão Michelin, poderá hesitar entre os Primacy 4 e os E-Primacy. A etiqueta vai indicar que os E-Primacy tem melhor resistência ao rolamento, o que ajuda a reduzir os consumos de combustível e as emissões de CO2. Se privilegiar estes aspetos, a etiqueta irá apontar para os E-Primacy. Desta forma, a etiqueta pode ser uma ajuda na tomada de decisão. Contudo, deve ter em atenção que está limitada a alguns critérios e que apenas procede à avaliação dos pneus quando são novos, não revelando tudo sobre a performance de um pneu.

labelling

Comparar pneus através dos sites de comparação entre pneus

Recorrer a sites de comparação entre pneus pode ser útil, mas convém relembrar que, geralmente, as suas comparações são realizadas com pneus novos. Isto significa que não submetem os pneus testados para além de um determinado tipo de desgaste (depois de terem percorrido alguns milhares de quilómetros). 

No entanto, a performance de alguns pneus torna-se menos eficiente com o desgaste, principalmente em estradas de piso molhado e, em especial, durante a travagem. Desta forma, durante a comparação de pneus também é importante avaliar a performance dos pneus quando se começam a desgastar.

Escolher pneus com performance feita para durar

Manter a performance dos pneus até ao último quilómetro é precisamente o que a Michelin exige das suas gamas de pneus.
No desenvolvimento e produção dos nossos pneus, esforçamo-nos por obter a melhor performance sem compromisso quando são novos e que essa performance permaneça com excelentes níveis até ao último quilómetro, assim que tiver sido atingido o nível de desgaste máximo. 

115454201 m

Está a utilizar um navegador não suportado
Está a utilizar um navegador que não é suportado por este site. Isto significa que algumas funcionalidades podem não funcionar como pretendido, o que pode levar a comportamentos anormais quando estiver a navegar no site. Utilize ou atualize/instale um dos seguintes navegadores para tirar o melhor proveito deste site.