Verificar o desgaste do piso do pneu: o que fazer quando os pneus parecem gastos

Muitos condutores solicitam os serviços de um especialista em pneus para os ajudar com os seus pneus, porque é a melhor forma de saber se o piso do pneu e os flancos estão em boas condições. Contudo, os condutores podem fazer a sua própria verificação da profundidade do piso do pneu com um medidor da profundidade do piso do pneu ou uma moeda de vinte cêntimos.

Em alternativa, verificar os indicadores de desgaste do piso que se encontram à volta da circunferência do pneu é uma boa forma de verificar o desgaste do pneu. Se estiverem nivelados com a restante área do piso, chegou o momento de substituir o seu pneu. 

O que é o piso do pneu?

Para começar, será importante explicar o que realmente é o piso do pneu. Assim que os automobilistas compreendem o que é o piso do pneu, ficam mais bem equipados para verificar se os seus pneus têm piso suficiente.

Essencialmente, o piso do pneu é o conjunto de ranhuras que percorrem a superfície exterior de um pneu. O que estas ranhuras fazem é manter uma boa aderência em estrada, por exemplo, ao ajudar a dispersar a água para evitar hidroplanagem. Sem estas ranhuras, parar a tempo seria bastante mais difícil. Também seria bastante mais difícil arrancar com o veículo sem patinar as rodas se não existisse piso do pneu para ajudar a ganhar tração.

Existem pisos do pneu diferentes?

Os pneus MICHELIN são concebidos com diferentes padrões de piso do pneu.
Alguns são concebidos para maximizar a aderência em curva. Existem outros pneus concebidos especificamente para ajudar a maximizar a tração em piso molhado ou com neve, ao eliminar a água da estrada.

O piso do pneu é específico para cada experiência de condução (utilização em estrada, no inverno, todo-o-terreno, terreno misto....). Todos têm finalidades ligeiramente diferentes, mas o aspeto mais importante a reter é que o piso do pneu é essencial para a segurança e performance. 

tyre tread

Porque motivo é que o piso do pneu se desgasta?

Como é evidente, sendo os pneus feitos a partir de compostos de borracha, o piso do pneu vai ficar inevitavelmente gasto ao longo do tempo devido a vários fatores, incluindo o tipo de veículo (híbrido, elétrico ou a gasolina), comportamento durante a condução, clima, temperatura, rugosidade da superfície da estrada, condições mecânicas do veículo (ajustes de sopé, alinhamento de rodas, equilibragem das rodas, suspensão, transmissão…), manutenção, pressão dos pneus…

Os pneus MICHELIN mais recentes são concebidos para oferecer uma excelente longevidade e elevados níveis de performance do primeiro ao último quilómetro (*) durante a vida útil do pneu. É o que na Michelin, denominamos “Performance feita para durar”!

Quando os pneus gastos atingem um determinado ponto, é legalmente proibido serem utilizados. Em Portugal, os automóveis reprovam na IPO se os pneus apresentarem um desgaste excessivo. Por isso, é importante saber como se pode verificar corretamente o piso restante nos pneus de um veículo.

*As seguintes gamas de pneus foram concebidas para oferecer o nível máximo de longevidade e performance que dura: MICHELIN CrossClimate², MICHELIN Primacy 4, MICHELIN Pilot Sport 4 , MICHELIN Alpin 6 e MICHELIN Pilot Alpin 5.

Como verificar a profundidade do piso do pneu?

Verifique o desgaste do piso com um dos três métodos:

Verifique o desgaste do piso através de um destes três métodos:

 

Os indicadores de desgaste do piso são pequenas áreas elevadas na parte inferior das ranhuras no padrão de piso. Nos pneus MICHELIN, a figura do Homem Michelin mostra onde se encontram estes indicadores em cada uma das principais ranhuras do piso.

O pneu precisa de substituído assim que desgasta estes indicadores. A restante profundidade do piso do pneu é de 1,6 mm, que corresponde à profundidade mínima. Para além deste limite, está a colocar a sua segurança em risco e está a infringir a lei.

Se for alcançado apenas um indicador de desgaste do pneu, o seu pneu está a sofrer um desgaste anormal (excesso de pressão, pressão insuficiente, desalinhamento). Procure aconselhamento profissional!”

1

• Com um medidor de profundidade do piso

Um dos melhores dispositivos a usar é um simples medidor de profundidade do piso concebido para esta tarefa específica. Os medidores de profundidade do piso do pneu são bastante acessíveis e podem confirmar com precisão e rapidez o nível do piso. 

Os proprietários dos veículos podem usar o medidor para verificar o piso do pneu

• Com o teste da moeda de 20 pence no Reino Unido

Outra forma de verificar com eficácia o piso dos pneus é usar uma moeda de 20 pence em vez de um medidor concebido especificamente para medir a profundidade do piso. Isto é possível porque o aro de uma moeda de 20 pence tem o tamanho certo para medir uma profundidade de 1,6 mm. Assim, os automobilistas só precisam de colocar a moeda nas ranhuras do pneu usado para verificar se o aro da moeda desaparece durante a verificação. Se desaparecer, então ainda existe profundidade do piso do pneu suficiente. Se, por outro lado, o aro fica visível no pneu, então o pneu desgastado já não está em condições e precisa de ser substituído imediatamente.

A profundidade das ranhuras principais dos pneus deve ter, pelo menos 1,6 mm em 3/4 do piso do pneu.
A verificação do desgaste deve ser sempre efetuada em diferentes pontos ao longo da circunferência e largura do pneu. Também implica ser verificados regularmente, tanto no interior como no exterior, por um especialista em pneus.
Se o limite legal de desgaste tiver sido atingido, o pneu deve ser desmontado e substituído.
Deve consultar um profissional de pneus se existir um desgaste anormal ou uma diferença de desgaste entre os dois pneus no mesmo eixo.

map search desktop

Encontre pontos de venda de pneus perto de si em segundos

Automóvel
  • Automóvel
  • Moto
Automóvel
  • Automóvel
  • Moto
Localizar-me

Qualquer perfuração, corte ou deformação visível deve ser cuidadosamente verificada. Deixe esse trabalho para os especialistas! Um especialista em pneus poderá dizer se o pneu do seu veículo pode ser reparado depois de ocorrido o dano.

Como medida preventiva, mesmo que o pneu pareça estar em boas condições a olho nu e apresente o limite legal em termos de desgaste, a Michelin
recomenda substituir os pneus quando atingem 10 anos de idade após a sua data de fabrico. Este limite de dez anos de idade é calculado a partir da data da marcação DOT .

 

Encontre os pneus Michelin perfeitos para si em segundos